domingo, 12 de dezembro de 2010

E eu?


O que é isso?
O que tu estas fazendo?
Por que estas fazendo isso?
Isso só pode ser um TESTE, né?
É, realmente um teste, só pode, o que mais seria, o que mais eu poderia esperar, foi um teste.

E eu? eu caí.

Que lastima!

Ainda acredito nas pessoas, ainda acredito que elas possam ser sinceras. (acredito que existam poucas ao meu redor)
Não consigo acreditar que eu caí no teu papo, eu que sabia exatamente como tu és, eu que sabia que tu não prestava, que tu eras um dos maiores "cafas" que eu já tinha conhecido.

E eu? eu caí.

Será que foi esperança de uma mudança? Será que eu tive tanta criatividade. Ou será que eu sou uma pessoa ingenua e até burra por acreditar que isso poderia acontecer?!
Não, não pode, como eu fui tão burra, como eu fiz isso, como me deixei levar, por palavras, logo eu que gosto tanto das atitudes.

Mais uma vez, eu caí.

Não, eu não vou me achar burra, vou me achar inocente e pura, uma pessoa sem maldade nenhuma, claro, eu não tenho maldade, por isso não esperava.
Mas como não esperar uma coisa que eu já sabia que poderia acontecer, que eu sabia que certamente iria acontecer.
Tanta ingenuidade não, não sou tão pura, nem tão ingenua, quanto menos sem maldade.
Eu sabia o que poderia (certamente) acontecer, mas eu queria ver até onde iria chegar, queria saber se daria certo.
Sim, só pode.
Com certeza nesse momento eu deveria estar me achando a mulher maravilha, o que mais eu poderia me achar para me arriscar a tal ponto.
Tudo bem, fui lá arrisquei.

E eu?! eu caí mais uma vez.

Mas pensando bem, eu não caí, pois se eu sabia do que poderia acontecer, a culpa é minha, jamais podemos ter esperanças e acreditar em mudanças dos outros, só podemos acreditar em nós mesmos, colocar a mão no fogo pelos outros é correr o grande risco de sair sem uma delas.
Acabo de chegar a conclusão.
Minha conclusão é que eu, eu não caí, não mesmo, simples, quando tu cai é porque tu não sabe, e eu sabia, é bem diferente, mas lamentavelmente que eu não cai, foi pior.

O que houve?

Eu? Eu me atirei.


(31 de agosto de 2010)

8 comentários:

Andressa Keka disse...

eu me trai.
eu tb me trai minha amiga...
ás vezes sentimentos nos fazem ficar cegas, iludidas, e isso nos faz um mal danado.
mas é isso temos que recuperar a nossa confiança em nós mesmas.

Maíra Souza disse...

Isso que eu chamo de confusão no "eu".

As vezes a gente cai sim, sem maldade e sem inocência. Cai porque quer.. O prazer da hora não nos deixa pensar muito no depois. E as vezes a gente se joga. Se atira. E mesmo que tenha um final não muito bom, pelo menos tentamos...

BjO

Lara Oliveira. disse...

Que texto ótimo, remete exatamente como nos sentimos cheias de dúvidas na cabeça.
Beijos

R;* disse...

Muito bom esse texto, as vezes temos que nos atirar mesmo, mesmo que no final o resultado não seja tão bom...
é a vida...
pode dá certo ou não, mas para sabermos temos que arriscarmos!
Beeijo ;*

Thamires Viel disse...

Eu também cai, me trai. Mas levantei e coloquei minha fidelidade em prática.
Arriscar é sempre necessário

Belo texto :]

Maiara Pacheco disse...

Questionário pra você la no meu Blog http://fragmentosdomeucoracao.blogspot.com/

Pega la *-*

Lola disse...

O mundo secreto de Lola.
O novo blog que está na internet. Lola vai falar com você todos os dias sobre, todos os tipos de assunto; Desde moda até assuntos da vida. Lola também pode ser encontrada no Facebook (Lola Fernandes), Tumblr (O mundo secreto de Lola) e Twittter (@Lola_imagine). E ainda mais os blogs que seguirem Lola será em menos de vinte quatro horas sera seguido, assim como nos outros sites. Pro isso siga o blog de Lola e seja seguido, comente e seja falado!
Venha participar desse novo blog e mania de menina da internet.
Beijinhos de morango!!

Essa propaganda tem todos os direitos autorais para o blog: O mundo secreto de Lola. Obrigado.

More Than Words disse...

Oi, tem um selo pra você lá no blog hihi Beijos