terça-feira, 10 de maio de 2011

Quem é?


A campainha toca, logo digo: Quem é? – Sou eu! – Eu quem? – Não tá lembrada de mim? – Não, quem é? – Eu não venho sempre, mas as vezes gosto de te visitar! – Não sei quem é. QUEM É? – Não tá lembrada da minha campainha? Não, quem é? – Em pensamento, de jeito algum queria acreditar, que naquele exato momento meu sexto sentido, viria a se manifestar novamente, ele quase nunca anda por aqui, e quando anda, ou nunca acerta, ou não é coisa boa. Pois é, era ele, a campainha, não é uma campainha, é um estalo, que do nada surge na mente, com um pensamento ou imagem de algo que pode ou não esta por vir. É um alerta, totalmente feminino, e que, em algumas é certeiro ou então como é comigo, essa coisa meio estranha. Hoje, foi aquele estalo, que parece que o mundo simplesmente pára, e tu fica com aquilo na cabeça, imaginando, sem parar nem um segundo. E como todas as mulheres que tem, esse amiguinho, ou inimiguinho por perto. Depois que passa, a primeira pergunta é: Será? – Resposta mais corriqueira e digna: Não sei!

Mas eis a questão, o que fazer, acreditar ou não? Mesmo não acreditando, se fica pensando, por horas e horas, ou então vamos acreditar e se desiludir total, o estalo de hoje não foi dos melhores. Eu não sei, ninguém sabe. É melhor esperar o tempo passar, ou ele vir tocar a campainha aqui de novo, só que dessa vez, com pressentimentos melhores. Mas só mais uma pergunta: Quem émesmo?

3 comentários:

Amanda Lemos disse...

Muito interessante o blog !
Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...;

www.bolgdoano.blogspot.com

Muito Obrigada, desde já !

Juliana Caulo disse...

gostei do texto; Esse tal de sexto sentido às vezes por aqui e às vezes acerta!

Maíra Souza disse...

As vezes é melhor nem perguntar, apenas deixar entrar...

"É melhor esperar o tempo passar, ou ele vir tocar a campainha aqui de novo, só que dessa vez, com pressentimentos melhores."
Gostei muito! ;)

Desculpa ter sumido...
BjO